25 de out de 2007

Saudades


Vai com os anjos, vai em paz
Era assim todo dia de tarde, a descoberta da amizade
Até a próxima vez, é tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você e de tanta gente
Que se foi cedo demais

- Love In The Afternoon, Renato Russo



Realmente… é tão estranho como os bons morrem cedo demais…
Depois de um post alegre, de comemoração de 6 meses de um maravilhoso namoro... Justamente quando eu tinha falado sobre sonhos e bons momentos, venho, no dia seguinte, postar uma coisa triste: Ontem, um grande amigo meu... não, um irmão meu faleceu. E mais um sonho terminou, deixando lembranças. Maravilhosas lembranças!!! ^^



Um sonho grande, na verdade. =D
Nos conhecemos ainda na sexta série, e estudamos juntos em todos os anos, desde então, até o terceiro, fim do segundo grau. Nos separamos apenas na hora de ir pra faculdade. E durante esse tempo, estávamos sempre juntos, conversando, nos divertindo, completando as piadas um do outro. Nossa, são 11 anos. Metade de nossas vidas... Quantas lembranças boas! ^^
Um sonho que virou realidade.

Max, você vai deixar saudades... o exemplo de pessoa que era, enfrentando as dificuldades da vida. A frase escolhida, que aparece na imagem, é perfeita: "Sorrir é fácil enquanto a vida lhe sorri. Mas poucos sabem sorrir enquanto a vida está a lhe consumir."
Mesmo com sua doença, suas dificuldades, seus problemas, ele nunca deixou de sorrir, de brincar, de se divertir, de VIVER! Realmente um exemplo de pessoa.

Agora ele pode finalmente descançar. Seu sofrimento teve fim, sua angustia se acabou. Pra nós, mortais que ficamos, sobra a dor da perda, a saudade dos bons momentos, mas fica também a bela imagem do sorriso maravilhoso, da alegria contagiante, da empolgação, da amizade, do companheirismo.

Te amo, meu amigo, meu irmão. Obrigado pelos maravilhosos momentos juntos que ficarão pra sempre na memória.

E como tenho dito, vá em paz. ^^

24 de out de 2007

Six months later...


Dream on, dream on, dream on,
Dream yourself a dream come true.
Dream on, dream on, dream on,
And dream until your dream comes true.

- Dream on, Aerosmith


"Sonhos... são pequenos momentos, alguns tão pequenos que duram apenas alguns segundos. E quando acabam a sensação boa vai embora, deixando apenas a lembrança pra trás, uma lembrança de ter sonhado e sentido, mesmo que por alguns segundos, aquela sensação boa. E fica o vazio... e a lembrança.

Mas mesmo assim, gostamos de sonhar. Um homem sem sonho é como algo oco, sem alma. São os sonhos que movem o homem, os sonhos que os fazem seguir em frente, viver! E como pode uma coisa ser tão boa e tão ruim ao mesmo tempo? Sei lá... não sou eu que faço as regras... eu só jogo com elas... Gosto de sonhar, mesmo sabendo que depois ficará aquele vazio... ao menos terei a lembrança.

Porque seria diferente na vida? Porque deixar de viver um belo momento apenas porque ele pode acabar num futuro? É como deixar de comer um chocolate porque ele vai acabar!!!

Sonhe, viva, ame!!! Aproveite!!! A vida é curta... você pode não ter outras boas oportunidades.... Aproveitemos!”

Foi mais ou menos assim que começou... na verdade, muitos amigos meus já ouviram essa história, essa analogia. Sim, parece boba, mas eu acredito nela. Passei a acreditar nela depois do Kenjutsu: "Viva intensamente e aproveite cada momento como se fosse o último", é o lema do samurai. E acabou sendo adotado por mim também. Por que sempre tive medo... medo de me apegar, medo de perder. Mas depois que passei a seguir esse lema, passei a "sonhar" mais. A aproveitar mais esses pequenos momentos que passam. E alguns foram muito bons (RPG?? =D)

Mas um deles, esse em especial, começou como um sonho e vem se tornando real – deliciosamente real. Um desses "pequenos momentos rápidos" tornou-se parte da minha vida de uma maneira tão especial e tão importante. Lembro-me que no começo ela tinha medo de que fosse apenas uma "confusão de sentimentos", que com o tempo eu perceberia que ela é apenas "uma estranha com quem você passou algumas noites boas..." Bem, agora, 6 meses depois, posso dizer com certeza o que percebi: percebi que finalmente ter coragem pra correr atrás do que eu queria me trouxe algo bom. Que finalmente fazer a escolha (e não ficar na sombra da dúvida) me trouxe um bom resultado. Posso dizer que percebi com certeza o que sentia naquela época (e continuo sentindo agora): AMOR!!! Amor por essa menina/mulher maravilhosa com quem completo hoje 6 meses de (um maravilhoso) namoro.

Mas eu não pretendia me delongar (mais do que já fiz) falando sobre nosso relacionamento... hoje eu queria falar um pouco dela.

Gisele Sena Bertolazo. Um belo nome, digo de início. Mas apesar de belo, ele não é capaz de demonstrar tudo que essa maravilhosa pessoa esconde. Nomes não fazem isso. Para isso, é preciso conhecê-la. E hoje, seis meses depois, com um namoro magnífico, posso dizer um pouco sobre ela.

E comecemos com sua força de vontade e perseverança – quando ela bota algo na cabeça, é difícil tirar. Isso também pode (e é) ser visto como teimosia. Mas quem disse que a teimosia é sempre ruim? Claro que tem os momentos "não tão líricos" da teimosia, como a dificuldade que ela tem de aprender novas maneiras de ver/fazer coisas que já conhece. Mas é passível de melhorias... =D

Prosseguimos então para sua inteligência. Difícil será pra eu conhecer alguém tão inteligente quanto ela. Não que ela seja superdotada ou coisa parecida. É uma inteligência notável sim, mas dentro do normal. O que faz o diferencial é que ela tem, somado a inteligência, uma esperteza única e uma percepção aguçada e o know how, o "saber usar" todo esse conjunto é que a torna tão inteligente. Então, soma-se a isso sua curiosidade natural e seu interesse por coisas ditas como "cults", e têm-se uma menina com uma cultura imensa, muito conhecimento acumulado, um senso crítico gigantesco e um bom gosto incrível. Infelizmente, com a inteligência, vem a arrogância... Não que seja ruim reconhecer que se é bom em algo, mas às vezes isso dificulta a ela aceitar opiniões alheias (e soma-se a isso a já citada teimosia...)

E já que falamos de sua curiosidade, esta aí mais uma característica que pode ser vista com bons ou maus olhos. Bom porque a curiosidade incita ao adquirir conhecimento. Mau pelos motivos já óbvios de uma curiosidade e também porque isso pode (e é!!! >=D) ser usada contra ela, como um peixinho no anzol.

Seguindo então pelas já citadas qualidades, temos a cultura. Que coisa maravilhosa é conhecer alguém com esse nível cultural tão grande! Primeiro que é sempre fabuloso conhecer pessoas sábias (e sim, a vejo como uma sábia. Quanto ela estiver velhinha, pode fornecer plots de campanhas pra aventureiros!!! Hehe). Segundo que torna cada conversa com ela um maravilhoso mundo de descobertas e troca de informações, conhecimentos e opiniões. E terceiro porque eu, estando bem atrás dela culturalmente falando, me sinto impelido a pesquisar essas coisas e aprender para que nossas conversas sejam sempre de igual pra igual e interessante pra ambos.

Já seu "senso crítico" muitas vezes me fez - e ainda faz - ver com outros olhos várias coisas, situações e fatos. Olhos críticos. Olhos de quem não se conforma com as imposições do mundo. Olhos de quem não aceita injustiças. Não que eu já não lutasse contra as injustiças, mas agora tenho maior facilidade de enxergá-las e espero melhorar ainda mais nisso. O lado negativo desse senso crítico é que às vezes, acaba-se exagerando. Uma simples piada pode se tornar motivo de bronca por discriminação. Um simples objeto pode ser motivo de insatisfação. Um simples desenho quase sempre acaba se tornando alvo de uma análise social. Ruim? Claro que não! Analisar desenhos e situações é legal e interessante, só que como tudo que é demais, às vezes cansa-se. Tem hora que queremos apenas nos divertir, sem ter que analisar tudo ao seu redor.

E o bom gosto então? Pra comidas, pra música, pra filmes, pra programas... nossa. Sempre que ela diz que vai me mostrar algo novo - seja um prato, uma música, um filme, um lugar - eu me animo, porque é sempre maravilhoso! Nossa... quantas coisas boas... e olha que eu nem falei (e nem pretendo falar, porque não é necessário) da incrível beleza. Como é linda! E ainda é toda sexy e provocante, por onde passa arranca olhares... Mas nem vou tocar no assunto sexo, por que... Enfim... =D~~

Posso citar ainda várias coisas, como a prestatividade - se você precisar de ajuda, ela está lá; a doçura (sim, por mais que ela não aceite, é um doce de menina!!!); o quão carinho e amorosa ela pode ser (e eu que lucro com isso! xD); o desejo de sempre agradar àqueles de quem ela gosta (e novamente, eu saio no lucro xD~)...

No entanto, existem algumas outras características não tão agradáveis assim... nada muito sério, mas são coisinhas que às vezes podem gerar situações no mínimo desagradáveis. Um exemplo? Braveza. Ela se zanga muito facilmente, muitas vezes por pouca coisa. E às vezes ela nem te fala porque está zangada, esperando que você perceba... e você ali, sem nem entender o que houve... Ou o fato de que ela não aceita muito bem certas brincadeiras (que ela pode fazer com você!!! Hehehe).

Felizmente, as características positivas sempre superam as negativas. Características estas que ainda não foram todas descritas aqui. Faltou falar do senso de humor, da empolgação, da alegria contagiante, do sorriso maravilhoso... do fato de ela iluminar o ambiente com sua presença, nos fazendo rir e sentirmos-nos melhor e mais alegres.

Como amo essa mulher. Como quero ficar com ela.
Bem... melhor eu parar por aqui... ou não paro por hoje... hehe
O fato é que a amo. A desejo. A quero ao meu lado e quero estar ao lado dela. Quero seu apoio e poder apoiá-la quando precisar.

Te amo, Gisele, minha amada. E obrigado por estes maravilhosos 6 meses. E que mais 6, 12, 24, 48, 8497239739287403748912759 meses venham!!! ^^