21 de jun de 2007

Have You Ever Really Loved A Woman?

There are only four questions of value in life, Don Octavio. What is sacred? Of what is the spirit made? What is worth living for, and what is worth dying for? The answer to each is the same: only love.

- Don Juan DeMarco



Mais um texto declaração... Por que? Porque eu amo minha linda e não me canço de dizer isso. Cada sorriso, cada olhar, cada gesto, cada beijo... Eu amo tudo nela. E sei que não sou tão perfeito como a música diz que deve ser alguém que já amou uma mulher, mas eu a amo, ah, amo sim! =D


Have You Ever Really Loved A Woman?
Você realmente amou uma mulher?
Bryan Adams

To really love a woman,
Para realmente amar uma mulher,
To understand her,
Para compreendê-la,
You've got to know her deep inside...
Você precisa conhecê-la profundamente..
Hear every thought,
Ouvir cada pensamento,
See every dream,
Ver cada sonho,
And give her wings when she wants to fly.
E dar-lhe asas quando ela quiser voar
Then when you find yourself lying helpless in her arms
Então quando você se encontrar desamparado em seus braços
You know you really love a woman
Você saberá que realmente ama uma mulher

When you love a woman,
Quando você ama uma mulher,
You tell her that she's really wanted.
Você lhe diz que ela é realmente desejada
When you love a woman,
Quando você ama uma mulher
You tell her that she's the one.
Você lhe diz que ela é única
She needs somebody, to tell her that it's gonna last forever.
Ela precisa de alguém pra lhe dizer que vai durar pra sempre
So tell me have you ever really ... really, really ever loved a woman?
Então me diga, você realmente, realmente amou uma mulher?

To really love a woman,
Para realmente amar uma mulher
Let her hold you,
Deixe-a segurar você
Till you know how she needs to be touched.
Até que você saiba como ela precisa ser tocada.
You've got to breathe her, really taste her,
Você precisa respirá-la, realmente saboreá-la
Till you can feel her in your blood.
Até que você possa senti-la em seu sangue.
And when you can see your unborn children in her eyes
E quando você puder ver suas crianças que ainda não nasceram em seus olhos,
You know you really love a woman.
Você saberá que realmente ama uma mulher

When you love a woman,
Quando você ama uma mulher,
You tell her that she's really wanted.
Você lhe diz que ela é realmente desejada
When you love a woman,
Quando você ama uma mulher
You tell her that she's the one.
Você lhe diz que ela é única
She needs somebody, to tell her that it's gonna last forever.
Ela precisa de alguém pra lhe dizer que vai durar pra sempre
So tell me have you ever really ... really, really ever loved a woman?
Então me diga, você realmente, realmente amou uma mulher?

You've got to give her some faith,
Você precisa dar a ela um pouco de fé
Hold her tight, a little tenderness.
Segurá-la firme, um pouco de ternura
You've got to treat her right.
Você precisa tratá-la bem.
She will be there for you taking good care of you...
Ela estará aqui para tomar conta de você
You really gotta love your woman.
Você realmente precisa amar sua mulher.

And when you find yourself lying helpless in her arms,
Então quando você se encontrar desamparado em seus braços
You know you really love a woman.
Você saberá que realmente ama uma mulher.
When you love a woman,
Quando você ama uma mulher,
You tell her that she's really wanted.
Você lhe diz que ela é realmente desejada
When you love a woman,
Quando você ama uma mulher,
You tell her that she's the one.
Você lhe diz que ela é a única.
She needs somebody, to tell her that it's gonna last forever.
Ela precisa de alguém pra lhe dizer que vai durar pra sempre
So tell me have you ever really... really, really ever loved a woman?
Então me diga, você realmente, realmente amou uma mulher?
So tell me have you ever really... really, really ever loved a woman?
Então me diga, você realmente, realmente amou uma mulher?
So tell me have you ever really... really, really ever loved a woman?
Então me diga, você realmente, realmente amou uma mulher?

---//---

PS: I love you.

18 de jun de 2007

Crônica do amor


Will: Where's Elizabeth?
Jack: She's safe, just like I promised. She's all set to marry Norrington, just like she promised. And you get to die for her, just like you promised. So we're all men of our word really... except for, of course, Elizabeth, who is in fact, a woman.


Postei esse texto no meu flog também, mas resolvi postar aqui porque o flog logo será extinto. Então, digo aqui, como disse lá, que onde peguei, dizia-se que era do "Arnaldo Jabor", mas não sei se é dele, no entanto, não deixa de ser um texto legalzinho.

Crônica do amor - Arnaldo Jabor

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.

Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara?

Não pergunte pra mim você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.

Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.

--- // ---

Te amo, meu anjo.